quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

A pobreza médica

Eu não tenho a menor paciência pra campanhas de médicos reclamando que ganham pouco.

"O SUS paga uma miséria"
"O valor da consulta no plano é baixo"
"Tenho que ter 5 empregos pra ter um padrão de vida digno"

E coisas do tipo.

O SUS, por falta de fiscalização adequada, permite que muitos "bastiões da dignidade médica" trabalhem 15h horas num emprego que deveriam trabalhar 40 horas semanais. É por isso que, mesmo reclamando, boa parte dos médicos não "larga o osso" do SUS. (eu disse boa parte, tem muita gente boa e honesta por aí, ok?)

Se o plano paga pouco pela consulta, ué, deixa o plano! Regulação de mercado, já ouviu falar?

E sobre múltiplos empregos, escrevo um pouco mais.

Eu tenho dois empregos. Um é em "horário comercial", 40 horas por semana, e outro é um plantão noturno uma vez na semana. Consigo levar minhas filhas na escola pela manhã, chego em casa antes de escurecer, e como dou plantão na sexta consigo descansar dele no sábado de manhã sem problemas (e ainda ganho mais pelo plantão do que se trabalhasse nas quintas, por exemplo, por conta do adicional de fim-de-semana).

Com essa carga horária, que não é muito diferente de outras categorias profissionais, eu consigo ter um padrão de vida confortável, que me permite fechar as contas do mês sem problemas, e ainda dá uma sobra boa pra gastar em coisas que eu não necessariamente preciso, mas gosto. (claro que tem o salário da patroa nessa conta, que eu não casei com madame!)

Agora, se neguinho que ralar o peito trabalhando 80 horas por semana correndo de um lado pro outro porque quer manter a casa da praia e a casa de campo, um utilitário grande e beberrão na garagem, fazer o enxoval em Miami e ir pra Europa passar 3 semanas todo ano, eu respeito. E digo mais: vá em frente.

Mas deixa de hipocrisia, deixa de reclamar.

5 comentários:

Mônica disse...

Tu quer inimigos é? kkkkkkk

. disse...

Bom saber que o blog está de volta! Acompanhando!

Silvana Monteiro disse...

Só tu escreveria isso. Adoooorooo tua "falta de hipocrisia".

Gabriela Canuto disse...

De uma lucidez fantástica! Parabéns Rô!

Unknown disse...

Rodrigo é o único médico que eu conheço que tem a coragem de apontar a sem-vergonhiçe da classse médica.
Parabéns!