segunda-feira, 28 de julho de 2014

Como lidar com seu amigo médico

Com a abertura progressiva de vagas em cursos de medicina, cada vez mais pessoas possuem médicos em seu círculo de amizades mais próximas. Isso significa que, assim como a qualquer amigo, você pode pedir favores aos seus amigos médicos!

Pensando em manter a sua amizade com estes seres estranhos que vivem deixando de ir pro bar porque estão de plantão, se atrasam no almoço com a turma porque o último paciente demorou 40 minutos no consultório, e possuem uma atração incrível por outros da mesma turma, ao ponto de conseguirem conversas monotemáticas (sobre medicina) numa mesa de 10 amigos, deixo aqui alguns conselhos que podem evitar desgastes nesta amizade tão legal.

1) Não peça atestado falso.

"Como assim? A grande utilidade de um amigo médico é me dar um atestado pra queimar aquela segunda/sexta de trabalho pra poder curtir ressaca/ficar mais um dia na praia/terminar minha mudança/ir pra uma entrevista de emprego sem meu chefe saber/tirar minhas faltas na faculdade/etc...!!"

Pois é. Saiba que isso irrita profundamente seu amigo médico. Na primeira vez e se o motivo for bastante razoável, ele pode até quebrar teu galho, mas se você insistir nisso saiba que você desperta em seu amigo de jaleco branco sentimentos que você não imagina que podem existir em quem tem como missão cuidar da saúde das pessoas.

Imagine pedindo a um amigo que trabalha no Detran pra livrar aquela multa que você levou porque furou o sinal vermelho. Pronto. Pedir atestado falso ao seu amigo médico é a mesma coisa. Pra ele é igual a ser um funcionário corrupto do Detran. Isso deve ofendê-lo, não é? O que você acha de ofender um amigo?

E fora isso, saiba que você não engana ninguém. Seu chefe SABE quando seu atestado é furado. E pode ter certeza que quando tiver um corte de custos na sua empresa ou uma vaga para promoção ele vai saber direitinho como lembrar de você.

2) Não trate seu amigo médico como despachante.

"Hein? Quer dizer que eu não posso pedir ao meu amigo médico uma requisição pra fazer aquele monte de exames que eu vi na Ana Maria Braga que eu devia fazer todo ano?"

Não. Quer dizer, pode, mas se o seu amigo médico for um bom médico (e não um despachante), ele vai querer saber porque você quer fazer cada um desses exames, e vai querer opinar sobre quais você deve ou não fazer. Nós chamamos isso de "consulta médica", e nada impede que você faça uma consulta com seu amigo, mas é meio chato fazer isso na mesa do bar/ao lado da churrasqueira/na piscina do clube/etc. Só esteja preparado para estes questionamentos, e para considerar a opinião do seu amigo, que provavelmente só pedirá os exames que achar necessário.

Um ponto importante: nunca diga "amigão, eu queria fazer uns exames mas não queria marcar um médico porque tô sem tempo. Tu poderia pedir os exames pra mim?". Acho que não preciso explicar o porquê do "nunca". Espero que não.

3) Não peça receitas de remédios que você quer tomar sem uma necessidade clara.

"Mas e se eu tiver dor de garganta, não posso pedir uma receita de antibiótico a ele?"

Poder, pode. Mas esteja preparado para ouvir que pode não precisar do remédio, e ter seu pedido recusado. A não ser que seu amigo não seja médico, mas despachante. Lembre que você vive reclamando que "os médicos hoje em dia mal olham pra gente", então não exija de seu amigo a disposição de te prescrever nada sem uma consulta de fato.

"Ah, mas meu médico disse que eu deveria tomar!" Então que tal pedir a receita a ele?

4) Não peça receitas controladas para amigos/parentes/vizinhos/colegas do trabalho/qualquer coisa.

"Amigão, tu pode fazer uma receita de Rivotril pra minha tia? Ela tá precisando muito."

Seu amigo médico terá o maior prazer em ajudar você e sua tia. Mas este tipo de remédio precisa ser usado sob supervisão...médica. Então seria legal para a saúde de sua tia se ela tivesse um médico (que pode até ser seu amigo, olha que legal!) que acompanhasse ela e pudesse indicar direitinho se deve usar, quando, como, enfim...então peça uma vez, ou duas, se for realmente necessário. Mas não faça seu amigo se sentir um despachante/traficante. Simplesmente não peça.

5) Não envolva seu amigo em um caso e o deixe sem notícias depois.

Essa é mais delicada. Deixa eu tentar explicar: quando pedem nossa opinião sobre algum caso, nós nos envolvemos com ele, e gostamos de saber o que aconteceu depois. Isso nos ajuda a aprender coisas novas, exercita nosso raciocínio, e nos faz sentir uma sensação de ser útil, de ajudar.

Então se você pediu um conselho ao seu amigo médico sobre o seu primo que foi internado com pneumonia, e ele conseguiu opinar em algo, depois faça a gentileza de dizer o que aconteceu em seguida, mesmo que seu amigo tenha "errado", ou dito algo diferente. Ele vai gostar, te juro.

6) Pode ser muito difícil opinar sobre casos de pessoas que não vimos.

"Amigão, o cunhado de uma amiga do trabalho da minha namorada estava com uma dor no pé há 1 ano, que piorou semana passada quando surgiram bolinhas no ombro direito e secreção na orelha esquerda. O médico dele achou que ele devia fazer uma tomografia. O que tu acha?"

Nada. Não dá pra achar nada. Só dá pra opinar nesses casos quando se colhe a história direito, se examina a pessoa, enfim, quando se faz uma...avaliação médica. Então se seu amigo médico não quer opinar a respeito, entenda: ele está sendo ético e responsável, pois não tem elementos suficientes para dar uma opinião decente. Ele não está de má vontade com você.

E pra que serve meu amigo médico então?

Além das utilidades gerais de um amigo (fazer companhia, tomar uma cerveja, comer uma pizza, emprestar livros, jogar conversa fora, pegar um cinema, jogar bola, etc), seu amigo médico pode ser muito útil em coisas que ele adora fazer: conversar sobre saúde. Pode pedir conselhos, ele vai adorar dar vários deles, inclusive vários que ele mesmo não segue (fazer mais exercício, comer mais frutas e verduras, maneirar na bebida, não fumar, relaxar de vez em quando). E se você precisar de uma consulta de verdade, ele vai adorar cuidar de você ou indicar alguém que seja mais adequado, a depender do seu problema. Pode ligar pra ele, mandar e-mail, SMS, whatsapp, qualquer coisa. Seu amigo sempre estará solícito. Ele ficará superfeliz. Basta que você siga os conselhos acima.

101 comentários:

Anônimo disse...

"Amigão, o cunhado de uma amiga do trabalho da minha namorada estava com uma dor no pé há 1 ano, que piorou semana passada quando surgiram bolinhas no ombro direito e secreção na orelha esquerda. O médico dele achou que ele devia fazer uma tomografia. O que tu acha?"

Ainda tá bem detalhado xD
No meu caso, que sou formado em Ciência da Computação, o tipo de pergunta é "meu celular está com problemas, por que?", isso o cara estando a 500km de distancia falando pelo bate-papo do facebook xD
E o pior, eu nem estudo isso na faculdade xD

Anônimo disse...

a 4 é a pior sem duvidas, não só para classe medica como pra quem é filho de, parente, namorada ou usuário. Já me pediram mil vezes e o pior é quando falam "poxa me dá 2 comprimidinhos só".

Anônimo disse...

A mesma coisa (com algumas alterações) para seu(ua) amigo(a) advogado(a). Complicado isso!

Anônimo disse...

Texto prepotente como muitos médicos. Para né! E médicos nunca pedem favores a ninguém né? kkkkkkkkkkkkkk, tem que rir.

Anônimo disse...

Se vc for um imprestável que não pode nem ajudar os amigos isso vale para todas as profissões.
Amigo matemático: "cara, faz aquela prova online de raciocínio lógico para mim?".
Amigo engenheiro mecânico: "cara, meu carro tá fazendo um barulho estranho, olha para mim?".
Amigo veterinário: "cara, meu cachorro não quer comer, o que eu faço?".
Amigo economista: "cara, quero investir meu dinheiro, o que é melhor?".
E por aí vai...

Anônimo disse...

Isso mesmo, anônimo, é para rir!! Estamos rindo de nós mesmos e das coisas boas e ruins que passamos em nossas profissões. Assim como todos as outras. Se você não notou, temos um advogado e um formado em computação reclamando da mesma coisa! Por que só os médicos são prepotentes? Conheci gente prepotente dentro e fora da Medicina, com ou sem estudo. Uma coisa é pedir um "favor" para alguém, outra é pedir para que um médico tenha responsabilidade sobre alguém que não conhece, assine um documento falso que pode ser usado contra ele depois, dê uma receita de medicamento desnecessário que provoque reação adversa em alguém. Já pensou dar um atestado para academia sem ver a pessoa, sem exames, e o mesmo infartar na esteira? Diferente de alguém sofrer um infarto ao nosso lado em um casamento, aí é obrigação ajudar!! Eita perseguição aos médicos que está ocorrendo no país!! Recomendo conhecer um pouco mais do nosso dia-a-dia para depois nos julgar!! Abraço e seja feliz!!

Anônimo disse...

Caro anônimo, acho que a diferença entre um favor e medicar/atestar uma condição de saúde a alguém foi explicado acima... E outra, se você julga imprestável gente que não pode tirar proveito, coitado dos seus amigos!! Pelos exemplos que deu, você é um belo cara-de-pau!!

Anônimo disse...

"Perseguição".
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Parabéns, você não sabe o que nenhuma das profissões acima faz. Respostas: 1. Procura um pouco de honestidade, e é capaz que eu erre tudo, me especializei em topologia algébrica faz alguns anos 2. procura um mecanico, não notou o "engenheiro" antes do mecânico? 3. Leva ele num veterinário, tem 5000 causas para isso, de depressão até cancer 4. Posso te contar a história da bolsa de valores e os conceitos envolvidos, mas onde investir sei não, não trabalho com isso.

Anônimo disse...

Entendo perfeitamente a situacao pois nao sou médica, nao sou eng. ou veterinaria , sou secretaria executiva de uma empresa multinacional e sou paga pra trabalhar para a empresa e tenho 1000 "amigos"que vivem pedindo favores de reserva de hotéis , compra de passagem, conseguir fone de tal pessoa , dar entrada de documentos em orgaos publicos , contratacao de buffets e nem sequer ser convidada pra festa e por ai afora. Amigos assim querem nos explorar e nao nos pedir ajuda ou favor.

Anônimo disse...

Acho que o exemplo acima foi para falar de estereótipos. Da mesma maneira, dentro da medicina existem varias especialidades. Pedir para seu amigo ginecologista opinar sobre o tratamento da diabetes da sua avó também pode parecer algo sem noção para alguem da área médica - obviamente a resposta será superficial - mas não tanto para um leigo (ou seja alguém nao da área medica/saúde). Da mesma forma o quw você disse do matemático, por exemplo. Favores desagradáveis acontrcem em todas as áreas e vale o seu bom senso e escrúpulo de profissional para negar ou não um pedido.
Denteo da minha possibilidade tento ajudar sempre amigos e familiares. Mas de tro da minha especialidade terei limitações e dentro do ético ou correto também.
Não é algo prepotente e muito menos exclusivo da área médica. Mas obvio que um médico vai falar sobre um guia de conduta com médicos. A verdade é que se um advogado ou engeinheiro ou designer ou sei lá tivesse escrito esse texto haveria também reclamações ou questionamentos.

Anônimo disse...

PERFEITO!!!!!!! Como eu queria falar isso. Minha cunhada vive pedindo rivotril, o marido dela só quer atestados pra ir à praia, a família inteira quer diagnósticos diversos de oftalmologia, cardiologia, endocrinologia... e eu sou pediatra. Amei.

Anônimo disse...

Nossa que texto ridiculo. Desde quando amigos precisam de dedos e de guias pra falarem com seus amigos.Que excelente amigo voce deve ser se precisa medir as palavras pra falar com a vossa excelencia.Toda profissao tem seu onus e essas situacoes fazem parte da vida do medico se voce nao sabe responder a elas voce é muito burro e muito burro tambem se nao saber que isso ia acontecer.Assim como todos pedem limpeza pra amigoa dentistas ,favores pra amigos advogados e todas as outras profissoes e ng precisa de guia pra falar com ng principalmente em uma amizade.sou cercada de medicos em minha vida social e nao preciso de dedos pra falae com nenhum deles.Vc deve ser um medico que nao gosta da profissao so pode.chato pode ser mas faz parte.quanto mimi.ve se cresce.

Anônimo disse...

Afffff quanto recalque, os médicos são prepotentes só porque ninguém quer te dar um atestado falso, só pode né!

Anônimo disse...

Perfeito! Sou engenheiro, mas me imagino na posição dos médicos. Todas essas situações ou são fraudes, ou situações no mínimo inconvenientes.

Anônimo disse...

Aposto que você é um(a) dos que são inconvenientes com seus amigos médicos. Pertence ao grupo dos "sem noção". Coitados dos seus amigos, isso sim.

Marcelo Tavares disse...

Sou médico também, gostei do texto e entendo seu propósito. Obviamente, são dificuldades inerentes a todas profissões.
Isto posto, gostaria de contribuir com um "remédio" contra esses inconvenientes: diga "NÂO". Será uma excelente forma de evitar recidivas e, especialmente, separar os amigos dos aproveitadores. Abraço!

Leandra L. R. Carneiro disse...

adorei!

Anônimo disse...

beijinho no ombro pro recalque passar longe.. aff esse ai não entendeu uma linha do texto. O texto fala das dificuldades que os médicos sentem com algumas questões como "consultas de corredores" e "atestados médicos falsos", já li textos sobre as dificuldades que professores enfrentam, engenheiros enfrentam, todas as profissões tem a sua dificuldade. Ressaltando que atestado falso é crime, como você se sentiria se algum "amigo" te pedisse pra entrar numa loja e roubar um relógio já que ninguém estava vendo? muitos não iam ligar... Eu particularmente me importo.. enfim.. o texto já explica. Eu me sinto muito incomodada com as "atestadites" porque como qualque autônoma tenho que trabalhar mesmo doente, com dor de estômago, dor de garganta, 60, 70 horas semanais e ai vem o vizinho me pedindo um atentado de um dia pra ir no casamento... me poupe.. né!

Anônimo disse...

Nossa que amigo mais inconveniente esse que pensa que amizade implica em prestação de serviços gratuitos. Eu não peço consulta grátis pra colega médico não peço limpeza grátis pra minha amiga dentista não peço manicure grátis pra minha prima porque acho que isso é oportunismo! Já dizia meu pai. Posso te ajudar a ir ao mercado posso limpar tua casa posso levar teu filho na escola por amizade. Isso é favor. Consulta é meu trabalho.

Vinicius disse...

gostei do texto. leve, bem humorado e a grosso modo, com boas dicas.

sou da teoria de que qualquer favor pode ser pedido desde que vc tenha consciência de que pedir o favor não obriga ninguém a fazê-lo por você. encarar um "não" como insulto não ajuda ninguém. seja agradável e preze o bom convívio, afinal estamos falando de pedidos entre amigos.
lógico que sempre tem pessoas que são mais inconvenientes e fazem pedidos inescrupulosos, isso para amigos ou conhecidos de qualquer profissão. ouvir o pedido e educadamente dizer que não pode ajudar não mata ninguém.
no caso do médico e do profissional em saúde, negar um favor deixa um gosto amargo na boca das pessoas. mas exercer qualquer coisa dentro dessa ocupação depende de vários fatores. não está errado, muito pelo contrário, negar renovação de prescrição, receita de antibiótico, pedido de exame, atestado, relatório médico para pessoas que não puderam ser devidamente avaliadas/acompanhadas em pessoa (incluindo história clínica e exame físico). e ainda corre o 'risco' de ele querer fazer outra coisa pra você, diferente do que foi o pedido.
pode parecer simples, mas não tem como eu prescrever um antinflamatório pra uma dor no joelho, sem ter um lugar adequado, de preferência uma maca, para examinar e sem conversar sobre essa dor por pelo menos alguns minutos.

em suma: ninguém gosta de se sentir desrespeitado ou ser usado como atalho, seja na vida profissional ou fora dela. ser educado e escolher bem o modo como comunicar suas vontades e pedidos faz toda a diferença. não tenha medo de pedir, desde que esteja preparado para ouvir um 'não'. a resposta positiva é um ganho, mas a negativa não é uma perda.

Anônimo disse...

Mais um interesseiro, não deve ter nenhum amigo de verdade, só de conveniência, só pra se aproveitar. Isso somado ao "quanto mimi" e aos erros ortográficos, aposto que é esquerdista!

Anônimo disse...

Pior, sou enfermeira e todos acham que por trabalhar com vcs - médicos- consigo tudo... Vagas, consultas, receitas e os tais atestados... Pelo amor de Deus, pode ate ser que consiga uma indicação para o medico certo... Sem mais!!!

Anônimo disse...

Quem chama ´médico de prepotente , não conseguiu nem passar num vestibular , quanto mais ser um médico.... Médico pede favor , sim , mas não precisa ser inconveniente.

Anônimo disse...

Texto baitola. E muitos amigos médicos se identificando com a baitolagem. Profissionais relevantes como enfermeiros. Diferença: tem poderes puramente legais não concedidos a outros da msm area e só. Mas basta isso pra prepotência. Qta baitolagem!

Anônimo disse...

apostou muito errado. meu marido médico e se em caso de muita necessidade precisar de alguma coisa nesse sentido tenho a quem recorrer.vejo de perto que isso faz parte da profissão e em situacoes como essas ele sabe muito bem como dizer nao sendo gentil e educado principalmente com a liberdade qie existe em uma amizade.liberdade essa que muitas vezes faz surgir pedidos sem nocao porque se perde um pouco do pudor .se vc nao sabe o que é ter total liberdade com amigos .lamento por vc.esse tipo de situacao é comum e é muito facil sair dela.vejo diariamente muitas outras dificuldades que medicos e outros enfrentam.mas isso ser encarado como dificuldade e exigir um guia de conduta para nao ser incomodado pra mim se trata de uma pessoa mimada que reclama de tudo.vai reclamar dos planos de saude e sua bandidagem. do sus.dos 4 bilhoes que sumiram da saude pelo antigo governador de minas e presidenciavel e nao de uma situacao comum com solucao simples.basta dizer nao .

Anônimo disse...

Me identifico com essa situação. Sou farmacêutica e um monte de gente acha que tenho fábrica de medicamentos em casa, já perdi a conta de quantos pedidos de remédio já recebi. Fora aqueles que não querem ir no pronto socorro e querem que a gente faça aplicações de injeção. Pior ainda quando querem que a gente indique medicamentos quando não temos noção, nem do problema de saúde nem do histórico desta pessoa. E quando eu mando procurar um médico acham que é má vontade da minha parte. Tem muita gente folgada nesse mundo...

Anônimo disse...

Ué? Não entendi.... Médicos tem amigos???

Anônimo disse...

Indignado com minha própria classe !!!
Sou medico e quem optou em apoiar esse ''medico'' escritor, que por sinal deve ser um recém formado, recem formado sim !!!! Não nasceu para atuar na área médica, infelizmente.., Sinto informar jovens, que estão atuando por dinheiro e não pelo juramento que nós felizmente fazemos!!! Fica minha indignação pois somos iguais como qualquer outro profissional e sim, concordo sobre atestados, ou em ficar prescrevendo atestados para supostos ''amigos''. Vim de uma familia pobre e me formei em uma Universidade pública, sei que na minha cidade e região, necessita-se muito de médicos, hospitais e pronto socorros, sendo assim, optei em trabalhar com um salário digno do padrão brasileiro atual e não cobro minhas consultas se o paciente não tiver condiçoes, recebo somente doações do governo e dos meus pacientes. Acreditem ou não, na minha humilde opinião é que se todos tivessem pensamentos como os meus, teriamos menos médicos nos consultórios e mais médicos espalhados nas regiões mais precárias que realmente precisam de médicos e não mercenários que evitam ter contato com pessoas mais carentes, informo-lhes tambem, que aqui onde atendo, ninguem pede atestado, pois percebi que quem pede atestados, são geralmente pessoas que tem uma mesma opinião e que frequentam os mesmos ambientes que voce, ''doutor'' ....
Infelizmente amigo de profissão, pense mais na saúde do Brasil em geral e não somente no seu mundindo e dos seus amigos ''doutores'' que usam o facebook ou whatsap...

Anônimo disse...

Ótimo! Quando estiver com uma simples apendicite peça para um terapeuta ocupacional te operar, quando precisar de intubação orotraqueal quem sabe um enfermeiro não te ajude? Quem sabe um fisioterapeuta não possa fazer sua anestesia durante uma cirurgia de emergência? Existem diversas profissões dentro da aérea da saude justamente pois cada uma tem sua importância e atribuição. O mais impressionante é que até os médicos são importantes e tem habilidades tecnicas exclusivas da profissão médica , que coisa né.

Anônimo disse...

ˆˆˆˆˆˆ
deve sofrer de atestadite. risos

Anônimo disse...

Nossa..Comentario idiota esse ultimo...Tenho dúvidas se você realmente é médico...Comunista de meia pataca!

Anônimo disse...

Sr Anônimo das Baitolagens. Prepotência na minha opinião é achar que qualquer um pode passar por cima de prováveis vários anos de cursinhos, certos 6 anos de faculdade e mais alguns anos de residência só por causa de achar que sua experiência de vida é suficiente pra achar que seus conhecimentos na área da saúde é superior ao conhecimentos de um médico. Você sabe o que o enfermeiro faz? Vai num hospital, procura um enfermeiro e tente se consultar com ele, tudo o que você vai conseguir é um "Eu não posso dizer nada. Procure um médico por favor"
Tratar um enfermeiro como um médico é como pedir pra cara que tem uma loja de bicicletas arrumar um mega carro turbinado. Ele pode ter alguma noção ou até mandar bem, mas não é a área dele.
Enfermeiros são muito relevantes. Mas essa não é a questão. A diferença vai MUITO além dos poderes puramentes legais.
Antes de abrir a boca pra falar mal da profissão médica e das atitudes deles, tente pelo menos passar no vestibular de medicina. De preferência tente uma pública. Se você conseguir (o que eu sinceramente duvido), faça pelo menos 1 mês da faculdade que passar. Se depois disso você ainda continuar com a minha opinião, então a sua baitolagem é tão acentuada que eu creio que já seja um caso perdido.
E não esqueça de postar aqui se algum dia você quase morrer por ter se automedicado com o remédio errado e algum médico salvar a sua vida ok?

Guilherme Andrade disse...

Parabéns!Adorei o texto!!Muito verdade!Abraço

Anônimo disse...

Prepotência, não adianta falar que Advogados, Engenheiros, Arquitetos, Podólogas ou Pajés passam pela mesma coisa quando a pessoa que escreveu o texto prepotente e quem comentou em favor do texto não acredita nisto, apenas usam esta desculpa para tentar não parecer tão prepotentes quanto são pois já não bastam ser, mas precisam demonstrar em cada palavra expelida por sua boca ou digitada por seus dedos.

Enfim, não há necessidade de se elaborar um texto explicando os porquês de não se fazer determinados pedidos, se a pessoa é amiga o suficiente para pedir o médico deve ser amigo o suficiente para negar e explicar o porque não vai atender o pedido.

Escrever este texto além de impessoal com o "amigo" demonstra o que os médicos acham que tem como poderes sobre os meros mortais e diz que só vão dispensa-los a critério deles (o que não acho errado, mas o texto só esta aqui para anunciar isso, e isso eu acho que não precisa acontecer) PREPOTENTE SIM!

Anônimo disse...

Excelente esse texto.
Esse anônimo indignado com minha própria classe NÃO É MÉDICO!!
Trabalho em Saúde Pública, ganho pouco, mas esse texto é justamente o que se busca, honestidade!
Esse tal, é mentiroso e falso!

Anônimo disse...

Pelo amor de deus. O doutor anonimo que postou no dia 30. Que discurso hipocrita. Duvido que realmente seja medico... fazer uma associacao ridicula dessas entre nao ir p areas carentes por ser elitista? Qualquer pessoa lucida sabe que o que afasta os medicos de areas distantes nao eh a falta de vontade de nao atender "pobres". Que discurso... duvido que vc seja medico. Na minha opinaao isso eh discurso de militante dessa ditadura que vivemos hj.

Anônimo disse...

Atencao indignado. Medico vc nao e nao.
Seu texto cheira a fake petista.

Anônimo disse...

Enfermeiro é como uma "loja de bicicleta"; médico é como uma loja de "carro turbinado", tipo Ferrari, Lamborghini, certo? E isso não é ser arrogante, tampouco prepotente... Humildade, característica inerente à classe. #sqn

Anônimo disse...

Um texto muito generico. Quem é da área entende melhor. Ja dei muitos atedtados de saude de graça. Com exame fisico. Mas tambem já me pediram atestado de saúde para a escolunha de futebol e recusei. Depois me contaram que a mae nao trouxe a crianca para eu ver porque tinha sido atropelada. Ela tinha sido recusada ate a cicatrizacao das escoriacoes, hematomas e contusoes. A escolinha era em campo de terra batida.
Faco pedidos de exame e opino quando posso. Mas sempre aconselho a ir ao especialista depois e levar os exames...ainda nao encontrei um arquiteto que fizesse uma planta baixa de graça.rsrsrs mas medicina é assim mesmo....

Anônimo disse...

Muito interessante. .. espero que um dia algum de vocês nao precise "realmente" de um médico e que compareça num consultório e o tal amigo não acredite em ti.. pra ver como é humilhante, pq o paciente qd te procura está entregando sua vida nas suas mãos e na maioria das vezes é tratado como um objeto. #naodesprezeainteligenciadaspessoas.

Previne Mulher disse...

Ótimo, resumiu o importante para o início de uma relação de respeito!

Anônimo disse...

Eu estava pensando exatamente nisso! Sempre tem um amigo que quer um "conselho jurídico" na mesa do bar, na piscina, no churrasco..e "não custa nada" seu amigo advogado dar esse "simples conselho".
Então aos amigos quando lerem isso, pensem que medicina é apenas mais uma profissão e todas devem ser respeitadas como tais. Por isso "amigo", tem hora e lugar para tratar de cada assunto.

Anônimo disse...

Em suma... acredito que se vc tem um amigo que faz e pede um atestado pra ir baladar ele realmente é do seu mesmo nível de convivência social então vc merece esse tipo de stress...
Eu particularmente não dou opinião alguma sem ao menos examinar ou ver seus exames...

quanto ao comentário do dr anônimo fico feliz se for realmente verdade. Mas com todo o sofrimento d noites e noites sem dormir, cabelos brancos antes do tempo, estar longe de tudo e todos seus entes queridos o mínimo de reconhecimento devemos merecer e atender a todos igualmente... seja ele seu amigo ou não. ..

Aline Araujo disse...

DOCUMENTO FALSO É CRIME! A corrupção está em tudo. A indignação em gerar atestado falso é válida, assim como por consultas à distância e requisição de exames sem o devido critério. Assim, mais do que beneficiar um amigo, o médico, como todo profissional, está respaldado por seu código de ética, que o protege e, sobretudo, protege seus pacientes de qualquer desvio. Certamente quem aqui defende atestados falsos e demais atitudes criminosas é CORRUPTO, no sentido irrestrito da palavra! Cabe a todos olhar o próprio umbigo e defender a ética e a moral, nos pequenos atos.

Anônimo disse...

Mas que discussão ridícula. Não há qualquer prepotência no texto, apenas comentando de situações causadas por não médicos com frequência e que são absolutamente inadequadas. assim como o conselho ao advogado, os milagres solicitados aos formados na área de tecnologia sem sequer mostrar o equipamento, a sugestão pedida a um engenheiro sobre a planta baixa que você fez para um puxadinho e por ai vai... E assim vai seguindo o país do jeitinho, da desvalorização dos profissionais sérios, do desrespeito aos processos de trabalho....
Sou enfermeira, não sou uma loja de bicicleta, mas também não realizo diagnóstico de doenças ou faço atestados... Tenho minhas atribuiçãoes devidamente regulamentadas por lei federal. Cada macaco no seu galho!
E quando for para entubar os Senhores recalcados, caros colegas médicos, podem deixar que já testei o respirador e laringo, providenciei um acesso pérvio e calibroso, a medicação já foi aspirada e aguarda o ok para administração. Providenciarei que o paciente seja ambusado adequadamente e que a fixação do tubo seja na marcação, além de garantir que minha equipe trabalhe absolutamente sincronizada, independente da intercorrência.... Ainda que minha vontade seja dar um chute do saco desse povo que insiste em comparar medico e enfermeiro!

Anônimo disse...

Sensational e sensato!

Anônimo disse...

Cada profissao tem suas mazelas. E que jogue a primeira pedra quem nunca solicitou um amigo sobre uma area que ele tenha afinidade!
Concordo com quem disse que a liberdade para pedir deve pressupor liberdade para recusar. E a amizade, se amizade, continua.

Anônimo disse...

rsrs

Anônimo disse...

Só rindo dos comentários. Beijos!

Anônimo disse...

Sou petista e não gostei desse texto. Muito prepotente. O médico, quando decide por essa profissão, deve entender que vai se doar de corpo e alma sem esperar lucro.

Janice Teixeira disse...

Aceito todos os comentários e respostas, afinal sou uma simples professora aposentada que batalhou muito pra formar minha única filha médica. Vivemos num país " democrático ", então, todos temos o direito de expressar nossos comentários , só não entendo o porquê de NINGÙEM se identificar, TODOS são ANÔNIMOS !!! Lembre-se, se você não tem nome nem rosto suas palavras simplesmente não tem valor algum. Mostra sua cara BRASIL !!!

Anônimo disse...

Lindo enfermeira! O povo acha q tem briga entre médicos enfermeitas, mal sabem eles como um ajuda o outro e ambos suam mto com os pacientes graves! Viva a equipe de saúde q tem q se sujar de sangue da galera q dirige bebado e dar tempo de cuidar dos velhinhos e crianças tbm...

Anônimo disse...

Sou médico e quando meus amigos enchem meu saco, mando todos tomarem no cu!!! =D

Anônimo disse...

Caramba. Além de antiético, você é cheio de chavões.
Não critique um profissional por um texto humorístico. Em nenhum momento ele foi antiético como você.
Sua jornada de vida, meu colega, de nada nos importa. De onde você veio ou de onde deixou de vir não te faz mais humano.
Não me importa que você tenha anos de carreira, não se trata outro profissional assim.
Estou te criticando como pessoa. Provavelmente é excelente médico, só peca na hora de falar de outro, não?
Cada ser humano, paciente ou profissional da saúde, tem direito de escolher como irá levar sua carreira. Não é porque você trabalha assim que é melhor que os outros não. Por favor, seja um exemplo e não um motivo de vergonha.
PS: Se trabalho como você ou não, não vem ao caso, mas saiba que não o julgo sua vocação, apenas sua infeliz escolha de palavras. Lastimável alguém mais velho não ter sabedoria de conduzir alguém que considera um recém formado.
Sinto pena de você. Há muita raiva em seu coração

Anônimo disse...

Enfermeira... Quando eu fiz a comparação, não quis diminuir o papel de nenhuma profissão. Apenas quis dizer o que você falou: "Cada macaco no seu galho". Sei que o trabalho de um ajuda no trabalho do outro. Só usei a comparação da enfermagem porque o senhor anônimo das baitolagens tinha feito essa comparação antes. Peço desculpas se me equivoquei na comparação, eu apenas quis mostrar que cada um é responsável por uma parte embora ambos estejam na área da saúde, e ambos tem o seu devido papel. Nenhum é mais importante que o outro.

Anônimo disse...

pois eh. nao entendo a dificuldade em simplesmente fazer isso.principalmente em uma relacao de amizade.esse texo foi muito infeliz.nem a presidente da republica escreve um guia de como seus amigos devem falar com ela .

Anônimo disse...

Amei o texto, principalmente os comentários. O que eu mais ri foram dos coleguinhas chamando os médicos de prepotentes. Cara, o texto sao dicas para amigos de médicos, vcs certamente não são, então nem se preocupem com a discussão, não eh assunto pra vcs. O bondoso médico que repreende a classe medica.. Coitado, deve ser um dos mais médicos que nem tem diploma reconhecido e ta aí todo cheio de opinião humanista... Mais uma vez, o texto são dicas para amigos de médicos, não sobre relação médico e comunidade.
Concordo com os que falaram que todo mundo tem direito de pedir, mas tem q se sentir à vontade tb para receber desde um não até um convite a um passeio à pqp.
Petista não gostou do texto? Cara, vc gosta do PT, da Dilma e daquelas porcarias todas que a cercam, eh bom mesmo não elogiar médico.. Eh igual qdo o grupo terrorista Hamas elogiou a posição política do Brasil - queimação de filme. Então, por favor, continue não elogiando os médicos, pra não queimar o filme dessa classe tão trabalhadora que enfrenta mil desafios por dia em prol da saúde das pessoas.

Anônimo disse...

Penso que deve prevalecer o bom senso, como critério, em cada uma das situações citadas,

Anônimo disse...

O texto foi legal.
Mas os comentários, melhores ainda!.
Rí muito!. kkkkkkk.

Anônimo disse...

Concordo plenamente. Onde já se viu regras para lidar com um amigo? Fala que não e pronto, se for amigo mesmo entende e fica numa boa. Só médicos para criarem "regras de conduta para amizade" mesmo.

Anônimo disse...

O tema saúde é muito abrangente, envolvendo diversas categorias profissionais, dentre as da própria saúde e os setores técnico-administrativos. Médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, fisioterapeutas, biomédicos, técnicos de laboratório, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, nutricionistas, escriturários, contadores, recursos humanos, recepcionistas, administradores, manutenção, central de esterilização, faxineiros, engenheiros hospitalares... Acredite, em um hospital há tudo isso. E todos tem seus papéis indispensáveis ao bom funcionamento da instituição e assistência adequada ao paciente. Alguns são mais, outros são menos éticos, a depender, não da formação ou profissão, mas da consciência que possui sobre a importância do próprio trabalho. O médico tem sua área de atuação, como todas as outras profissões da saúde, com a diferença de que a maioria das atividade do médico não é delimitada por lei. A lei diz que ato médico é biópsia, cirurgia e anestesia, e só isso. É por notório saber que os outros profissionais atribuem certas funções ao médico. Bom, cada um na sua área presta a melhor assistência para a qual foi capacitado, trabalhando em equipe, com interdisciplinaridade, cada um discutindo e respeitando as condutas do outro e a necessidade de cada paciente. Todos aprendemos muito assim. Mas, como diria um sensato professor meu: "melhor fazer pouca coisa mais ou menos bem, que fazer um monte mais ou menos mal." Para isso existem as especializações. Não dá pra saber tudo, nem fazer tudo sozinho.
Pedir um conselho? Problema nenhum. Agora, achar que o médico, como vocês dizem, que tem mais poder legal para tanto, deva comprometer-se para acobertar malandragem de "amigo", prescrever fármacos com risco de abuso, dar condutas por telefone, sem examinar um paciente, e, com isso, arriscar sua reputação e sua carreira, sinto muito. Quem não está sendo amigo é você. Afinal, você não quer um amigo, mas sim um cúmplice.

Só para concluir: tomá no cú, escroto!

Anônimo disse...

Os comentários são sempre a melhor parte! Hehehe a galera quase se mata! Independente do assunto sempre tem o coitado, o revoltado, o recalcado... cada um interpreta de acordo com as suas vivências e todas elas são diferentes (obviamente!), mas sempre tem um (ou uns) querendo enquadrar todo mundo.. sempre leio os comentários. Hilário!

Anônimo disse...

Melhor conclusão de todas! Kkkkkk

Anônimo disse...

pra vc ai de cima que nao entendeu a questao.esses pedidos vao exister pelo fato de ser medico .uns pedidos vao ser por malandragem mas outros serao validos. vale do bom senso do medico atender o pedido ou nao.agora escrever um guia desenhando pros amigos o que eles nao podem fazer ou nao para nao incomodar a paz do seu grande amigo medico é muita prepotencia sim!escreve essas situacoes com o titulo.o que me incomoda na profissao.nao tratando os amigos dessa maneira.ate porque muitoa pedidos sao validos .ja pedi atestado pra minha irma para poder ir emuma entrevista de emprego . vc ja pensou o tanto que seria dificil para uma pessoa ter que falar pro seu atual chefe q vc ira faltar pq vai em uma entrevista de emprego sendo q nao existe garantia nenhuma qie sera contratado e vc precisa pagar as contas no fim do mes.sou grata a ela que me ajudou pq esse novo emprego nao deu certo e continuei no antigo.se coloquem no lugar do outro.nao sou nenhuma folgada por causa disso so tava protendo meu emprego e minha familia wur depend edo meu salario.existe pedido validos e outros nao.eh bom senso.e mtos pode ter certeza pede morrendo de vergonha.mas vcs nao tao pensando nisso.minha irma quando falta do trabalho nao precisa justificar pra ng.ja faltou uma semana por problemas pessoais e nao precisou mostrae atestado.mas todas as outras profissoes precisam .essa é a diferenca
se coloquem no lugar do outro.imagine aquele amigo que vc gosta muito lendo que vc precisar seguir umas dicas pra falar com vc.pelo amor neh.nao eh possivel que ng ve o quao ridiculo eh isso.sem contar que ja ouvi tantas historias dos amigos medicos da minha irma que ate acho meio hipocrisia reclamar disso.mas isos é outra historia.

Anônimo disse...

Está provado pelo debate que para muita, muita gente, a única lei existente é a Lei de Gerson.

Anônimo disse...

se o problema fosse lei motal e etica .o texto se resumiria as simples palavras.pessoal dar atestado , receitas é contra lei .não faco isso porque acredito nas leis desse pais
obrigada.nao um abc ensinando amigos a ter uma certa conduta e guia de como devera ser tratado.o buraco é mais embaixo.tenho certeza que todos os medicos tem uma moral impagavel.da pra entender perfeitamente a situacao que muitas pessoas passam.com certeza esse ai que pegou atestado pra poder ir em uma entrevista prejudicou muita gente com isso.o mercado la fora é implacavel.vcs tem sorte de nao saber o que é isso.

Anônimo disse...

tem médicos que vendem atestado , todos estão preso certamente. a lei é igual pra todo mundo nesse país mesmo.muita falta de ética dessa que no desespero pediu um atestado.

Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk só rindo!!!!

Anônimo disse...

genteducéu, qual a dificuldade em chegar pro amigo e falar que não pode dar , que seria crime .quanta dificuldade eim. liberdade pra pedir ,liberdade pra recusar.mas não , precisa de todo um guia de como deve se tratar o amigo médico.só rindo.vamos todos agora fazer um guia e entregar pros nossos amigos.é cada uma.

Luiza disse...

Gente com duvidas e precisando de favor não cansa.. O que cansa é gente recalcada e fracassada.. Só quem sabe é quem vive na pele: seguinte, morre de estudar pra passar num vestibular de medicina, depois faz 6 anos de um curso integral ( 8hrs por dia), depois faz em
Media 4 anos ( 12hrs por dia no minimo) de residência medica pra ser especialista, depois aí vc fala com mais clareza..

Anônimo disse...

Mas tu é dos petistas q anda de carrão, neh?? Pq só quem é petista pode ter uma vida melhor, mas o cara q se fodeu a vida inteira p virar médico n merece. Vc poderia fazer o grande favor de ir para o inferno?? ;* ahh, e por favor, se precisar de um médico, vá atrás de alguém do Mais Médicos, esses é q são bons! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Anônimo disse...

O q acontece é q muitos depois de formados querem monopolizar seus amigos pros seus consultórios, com ar refrigerado. Quero ver é enfrentar um PS em um hospital público, atendendo aos pobres mau cheirosos q nunca tiveram noção de higiene... No curso de Medicina todos faltam as aulas de sociologia..

Anônimo disse...

Beleza, como não irritar um amigo médico deu pra entender... Na próxima, antes de postar, procure algo do tipo "como não irritar um leitor", já que esta sua combinação de cores fundo/texto, vou te contar viu...

Anônimo disse...

acabaste de bostejar neste momento, meu caro. Todos os estudantes passam durante a formaçao pelo SUS, emergencia super lotada com gente de todo tipo. todos os médicos já enfrentaram isso, e cada um procurou o perfil de atendimento que mais agrada - inclusive emergencia. mas de qquer forma, acho que o texto está falando sobre amigos e suas incoveniencias no horario de folga do médico. imagine que legal, depois de 24h de plantao numa emergencia com pobres mau cheirosos, como vc mesmo descreve, e na hora que vai sair com os amigos pra relaxar, começam a pedir atestado, contar problema da vizinha, falar da diarreia que teve ontem, da unha encravada que ta soltando pus.. convenhamos que chega uma hora que cansa ne.

Anônimo disse...

Só li verdades. Sou estudante de biomedicina e trabalho numa unidade de saúde. Eu já acho chato quando meus amigos perguntam PRA MIM (sem cabimento, né) "Tu num arruma um atestado pra mim não?". Se eu fico com vontade de mandar a pessoa pra'quele canto, imagina o médico.

Válido pra todas as profissões, abuso!

Fernanda disse...

Excelente texto!E cabe perfeitamente para minha profissão, Odontologia. Afinal, quem nunca passou por uma das situações descritas acima?É constrangedor! Os atestados e as receitas médicas são campeões...rsrsrs

Anônimo disse...

E quando o médico finge que não te conhece ao chegar ao trabalho (não cumprimenta ninguém) no posto médico mas até bate papo ao te encontrar elegantíssima fazendo compras? Devo fingir que não o vejo tb e não responder ao seu cumprimento?

Jana disse...

Adorei o texto!! Em qualquer relação, é importante se colocar no lugar do outro, seja o outro médico, advogado, bancário etc. Li todos os comentários porque sabia que encontraria muitos "do contra", mas aquele Madre Tereza petista se superou. Não é porque você gosta do que faz que é pra virar um voluntário; adoro minha profissão, mas, para realizar outros sonhos, preciso de um retorno financeiro. Isso é lógico. Enfim, parabéns ao escritor desse bem humorado texto!

Ná!da disse...

Adorei =)

Anônimo disse...

NÃO ENTENDI, ATE PORQUE ELES MESMOS DIZEM QUE SER MÉDICO É UM SACERDÓCIO, DE ARAQUE NÉ,NO MINIMO COMO EM QUALQUER PROFISSÃO TEM QUE SE DAR O TRABALHO DE DIZER NÃO, COM MUITA SAPICIÊNCIA , É CLARO.

Anônimo disse...

Indignado com minha própria classe novamente kkkkk incrível... !!!
Sou medico sim... e acredito que esse tipo de raciocínio seja de um recem formado !!!! Comparem os profissionais de antigamente com os de hoje ? Não conseguem ver a diferença ??? Acho tambem, que infelizmente não nasceram para atuar na área médica, não que não tenham capacidade de atender pacientes no sus....Vamos dar um exemplo e nos perguntar ? Se quem optasse em ser médico, fosse ter um salário básico e tivesse que atender pelo menos 1 x por semana em postos de saúdes do governo ? Sinto informar, que os jovens estão atuando somente por dinheiro e não pelo juramento que nós fazemos!!! Fica minha indignação pois somos iguais como qualquer outro profissional e sim, concordo sobre ficar dando atestados, ridíiculo, crime sim.....ou em ficar prescrevendo atestados para supostos ''amigos''. Vim de uma familia pobre e me formei em uma Universidade pública, sei que na minha cidade e região, necessita-se muito de médicos, hospitais e pronto socorros, sendo assim, optei em trabalhar com um salário digno do padrão brasileiro atual e não cobro minhas consultas por conta própria, e se o paciente não tiver condiçoes, recebo somente doações do governo e dos meus pacientes. Acreditem ou não, na minha humilde opinião é que se todos tivessem pensamentos como os meus, teriamos menos médicos nos consultórios e mais médicos espalhados nas regiões mais precárias que realmente precisam de médicos e não mercenários que evitam ter contato com pessoas mais carentes, informo-lhes tambem, que aqui onde atendo, ninguem pede atestado, pois percebi que quem pede atestados, são geralmente pessoas que tem uma mesma opinião e que frequentam os mesmos ambientes que voce, ''doutor'' ....
Infelizmente amigo de profissão, pense mais na saúde do Brasil em geral e não somente no seu mundindo e dos seus amigos ''doutores'' que usam o facebook ou whatsap...

Alberto Marinho disse...

Hahahahha...texto top! Muito bom!

Anônimo disse...

E se o atestado for para uma funcionária que vai passar a tarde no motel com o suposto médico? Aí ta valendo né?Esquece o crime o juramento e o diabo porque aí ele vai suprir uma necessidade dele..aí sem problemas..afinal ele vai usar e abusar dela..e se a receita do remedinho for porque ela ta com alguma dor e não vai poder vê-lo? Ai pode também porque ela tem que estar inteirinha para o médico..Não precisa nem consultar..sabe porque? Experiência própria então não falem em desrespeito ao juramento e sei lá o que porque a maioria é assim..para o amigo não pode..mas para as amigas pode!!!

Anônimo disse...

Ess Rodrigo é foda! Fala sempre boas verdades com textos interessantes . Parabéns

Anônimo disse...

Bela resposta. Ainda faço uma pergunta ao médico com muita experiência,de 30 anos de formado; o fato de dedicar mais de 10 anos de estudos e ter responsabilidade pela vida de uma pessoa, é demais o médico lutar por um salário digno? Sou completamente a favor a ajudar as pessoas que não tem condição,mas pera ai,eu não posso querer ganhar meu dinheiro e ser reconhecido pelo meu trabalho que vou ser mercenário?? Se você vive de doações parabéns. Só não queira que todos os médicos sejam iguais a você.

Katia Schuhe disse...

Sabem como eu resolvi este probleminha? Com duas assertivas:
1- SEMPRE me aparece um bicão pedindo para "dar uma olhadinha" na lesão dele (ou dela) wm uma festa.
Muito séria, e u peço:
"-Claro. Tire toda a roupa que eu vou examinar você da maneira que se deve."
2- Quando o bicão (ou bicona) sobe (ou desce) para meu apartamento -e às vezes pelo interfone!, pedindo para "dar uma olhadinha" no filho que está tossindo há 3 dias, digo calmamente:
"-Claro! Mas...em nome de quem eu faço o recibo com o valor referente à consulta?"
Milagrosamente eles desistem!

Katia Schuhe disse...

...e cheio de chavões "politicamente corretos", não é, "colega"? Pois eu DU-VI-DO que voc|ê tenha sequer frequentado uma escola médica, e se é que o fez, não tem uma especialidade, a não ser a de tentar cooptar e arregimentar prosélitos para a sua "nobre causa". Você deve ser sanitarista, não? Pois boa parte dos meus colegas desta área têm este discursinho de esquerda caviar na ponta da língua, mas são os primeiros a cobrar -e caro- pelos seus honorários.
Uma sugestão ao "colega" é a de falar menos e fazer mais!
Há CENTENAS de entidades sérias precisando de almas nobres como você para trabalho voluntário. Por que você não se inscreve?:Claro, claro...Não há visibilidade "política" para seu "esforço", não é, caro esquerdopata??

Katia Schuhe disse...

...e continua cheio de chavões "politicamente corretos", não é, "colega"? Pois eu DU-VI-DO que voc|ê tenha sequer frequentado uma escola médica, e se é que o fez, não tem uma especialidade, a não ser a de tentar cooptar e arregimentar prosélitos para a sua "nobre causa". Você deve ser sanitarista, não?
Recebe "doações do governo"??? Sei, sei...
Pois boa parte dos meus colegas desta área têm este discursinho de esquerda caviar na ponta da língua, mas são os primeiros a cobrar -e caro- pelos seus honorários-ou mamar nas tetas da mamãe Dilma e seus apaniguados.
Uma sugestão ao "colega" é a de falar menos e fazer mais!
Há CENTENAS de entidades sérias precisando de almas nobres como você para trabalho voluntário. Por que você não se inscreve?:
Claro, claro...Não há visibilidade "política" para seu "esforço", não há "doações do governo"não é, caro esquerdopata??
Uma outra possibilidade nobre: inscreva-se no "Médico sem Fronteiras"! Eles precisam de gente com vontade de trabalhar, sem a necessidade de posar de salvador da pátria.
Ainda amais uma vez: DU-VI-DO que você seja formado, ao menos em uma escola médica decente...

Anônimo disse...

Existem bons e maus profissionais em todas as áreas. Sejam de esquerda ou direita, negros, brancos, cristãos, judeus, paulistas, alagoanos, sei lá.
De escola pública ou particular.
Existem os "sabe tudo" e os "deuses" de plantão em todo lugar.
Mas ser chato é algo que realmente tem limite e invejoso também.
Tem gente que não tem amigos na verdade e nem sabe disso...

Anônimo disse...

Muito bom o texto, retrata muito do que os médicos pensam. É horrivel, só olhaream para você como algu´me que pode oferecer algo.
Outro dia fui no trabalho do meu pai e até chegar na sala dele fui abordada por 8 pessoas com seu "problemas " diferentes. ( receitas, exames, remédio para eu ver se estava certo). Um espaço de 100 metros. Cheguei a sala no meu pai dizendo que não voltaria mais lá. Nem um bom dia!!! Fique revoltada!

Anônimo disse...

Imbecil. Pedir favor eh uma coisa. Ser imbecil eh outra.

Anônimo disse...

Tem gente de todo jeito. Tem médico que até gosta de fazer favorzinho pra ficar com crédito pra te pedir favorzinho depois também. Aí eh coisa de caráter. E tem mal profissional, descomprometido com o que faz em todas as profissões...

Anônimo disse...

Pois eh....vc q pede limpeza p colega dentista, eh o tipo de gente pra quem esse texto foi escrito imbecil.... Cara de pau. Aproveitador. E medicina mal feita, sem critérios pra " ajudar " amigo, lembre- se, pode matar!!! Imbecil vc e imprudente seu amigo médico que te atende sem te examinar e fazer o que devia ter aprendido na faculdade...

Anônimo disse...

Isso mesmo. " para um pedido cara de pau, um NÃO não faz mal".

Anônimo disse...

Concordo!

Anônimo disse...

Acredito que todo profissional acaba passando por situações parecidas. No meu caso, sempre me pedem p/ emitir declaração e fazer revisões de trabalhos acadêmicos, na base da amizade.. É uma situação chata, enfim.. Tem q prevalecer o bom senso das pessoas

Tsukiyo disse...

Adorei ... sou médica e sofro com isso todos os dias!! e na academia, quando colegas pedem atestado para liberar a atividade fisica

Anônimo disse...

Excelente colocaçao ENFERMEIRA!! Com letras maiúsculas pra representar a grandeza da sua profissão. Sou médico e convivo 2/3 da minha vida com vcs, mais do que com meus filhos, por isso sei a importância do trabalho bem feito pela sua equipe bem coordenada. Garantia de sucesso em qualquer procedimento principalmente em Urgências e Emergências. Todos se complementam. Ficou claro aqui nos comentários que o que se buscou não foi em nenhum momento um debate salutar nos comentários infelizes dos que só sabem generalizar e criticar profissionais de saúde, em especial médicos e enfermeiras. Fica evidente a pura intenção de propagar o mal, de se jogar comentários vazios de conteúdo, mas cheios de maldade pra generalizar, ofender e provocar a ira em profissionais decentes. Médico não tem sangue de barata filhote. Se parecemos frios aos seus olhos, é pq a necessidade de isenção de emoções pra manter um raciocínio clínico adequado é patente. E o conceito de prepotência, nesse caso, depende dos olhos de quem vê. Na maioria das vezes é uma forma de defesa em relação a aproximação de pessoas que só sabem se aproveitar. Se esse é o caso do amigo anônimo da baitolagem, ou do anônimo que rotula e generaliza médicos como tal, a esses tal comportmento é só o que devem merecer.

Anônimo disse...

Vc deve ser daquelas aproveitadoras de amigos, né! Ser amigo é uma coisa, querer tirar proveito do que vc chama de amizade é outra bem diferente. Mas é isso aí. Deve ser daquelas que pede o atestadinho da segunda feira pq nao guarda responsabilidade com o trabalho e exagera no final de semana, e ainda insiste qdo o médico fala que aquilo pode prejudicá -lo ética e criminalmente. Se insiste, que bela amizade não é? Aproveitadora, interesseira. Assim vc pode ser definida. E isso só é ônus da profissão médica porque existem pessoas assim como vc.

Anônimo disse...

Kkkkkkk.... Tá na cara que quem escreveu isso não é médico. Rasgo meu diploma de Universidade Federal se eu estiver estiver. Tenho um amigo médico e mais fanaticamente comunista e Petista como ele eu ainda não conheci. E nem por isso ele deixa de ter opiniões sensatas e condutas éticas diante de manifestos de colegas. Santo ANONIMATO não é Dr. ANÔNIMO fake! !!!